Arquivo da tag: Dia-a-Dia

Como nascem os Engenheiros?

Engenheiros não se formam, No fogo do inferno são forjados A cada disciplina ameaçados E pelos professores desafiados Nascem desconfiados, Incrédulos inveterados. Questionam até o advogado, Sabe, aquele do Diabo. Quando se sentem encurralados Com o projeto atrasado Revisam o … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Verso | Marcado com , | Deixe um comentário

O banho

Gato que é gato não toma banho Toma ‘banho de gato’. Mas se o gato não toma banho, Como é o banho do gato? O gato ensaboado Da água se esgueirou. E com olhar desconfiado, Ao redor da pia, caminhou. … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Verso | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Mãe e Filha

A Boxer sorriu faceira E tomou a dianteira. Lá, ao lado da porteira, Avistara a nova companheira. Abanando o rabo pintado, a Basset Hound se anunciara A quem interessara. Afinal, chegara A versão canina da Mégara. A jovem orgulhosa ficara, … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Verso | Marcado com , , | Deixe um comentário

Tudo Junto e Separado

Por Adrianna Ribeiro A mãe contemplou o menino com preocupação. Conhecia aquele olhar. Olhar de ingênua curiosidade. – Manhê, por que tudo junto se escreve separado, e separado é tudo junto? A mãe tocou a tez com a ponta dos dedos. … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Marcado com | Deixe um comentário