Arquivo da categoria: Soneto

O altruísta e a gratidão

Faça uma boa ação Mas não espere gratidão Pode ser que alguns te elogiarão Mas logo esquecerão! Tempos depois dirão Que você fez por obrigação Talvez, até por perdão, Ou mesmo redenção! Se o sacrifício em você doeu ou não Tenha … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto, Verso | Deixe um comentário

Gato por Lebre

Um carro fui comprar E no Shopping de Carros fui parar Depois de na concessionária entrar E na feira de carros passear O vendedor danou a falar Que este ou aquele eu tinha que levar A diferença financiar E que … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto, Verso | Deixe um comentário

Bem-te-vi!

– Bem-te-vi. Escutou o moleque arteiro Levantando a cabeça e procurando cabreiro O danado do Zé Fuleiro. – Bem-te-vi. Repetiu o arruaceiro E o menino largou do gato ligeiro Com medo do pai, sapateiro. Debaixo de um aguaceiro Subiu no … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto, Verso | Deixe um comentário

Jingle bell! Acabou o papel!

Quando o banheiro usar Se o papel higiênico acabar Lembre-se de colocar Outro no lugar. Se ao arremessar, O cesto não acertar! Não custa se abaixar! E no lugar certo, o papel colocar! Se errar, Ao xixi aéreo mirrar, Lembre-se … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto, Verso | Deixe um comentário

Romance à Mineira

por Adrianna Ribeiro O amor é assim Um sentimento simplim, Que devagarzim, Deixa a gente lesadim… Mas como dizia o mineirim, Tem que ser assim, Cadinho a cadim, Pois romance é uma coisa lindim. Mesmo assim, O menininho colheu a … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto, Verso | Deixe um comentário

Crônica: “Debate ou Discussão?”

Por Adrianna Ribeiro Futebol, Política e Religião. Tópicos sagrados que não se discute. E quando se é burro bastante para fazê-lo, sempre acaba se metendo numa furada, ou numa briga (nem que seja verbal). Mas nos últimos anos tenho observado … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto, Verso | Deixe um comentário

Orgulho de uma Nação

Por Adrianna Ribeiro De pé, atrás da amurada, o ar acaricia o rosto do Capitão. E ele pensa calado. “O que traz mais orgulho a tripulação, Do que ver o navio singrando esta imensidão Carregando em seu mastro o estandarte … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto | Deixe um comentário

“O Vestido da Traição”

Por Adrianna Ribeiro Pregado na parede jazia o vestido salmão Lembrete incontestável da sede de traição Do infiel e garboso maridão Por que Diabos, então, lhe concedeu o perdão? Anos a dona passou na escravidão Primeiro, ao servir subservientemente o … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto | Deixe um comentário

“Crônica: Forma e Criatura”

Por Adrianna Ribeiro Poesia é fluida, suave, lúdica Prosa é conto, detalhe, elíptica Mas, e a crônica? Desafiadora? Sarcástica? Talvez… crítica? A primeira tem toda uma rítmica, Balanceadamente acústica. A segunda carrega uma teia de intrigas, ideologias, e tem toda … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto | Deixe um comentário

A Traição

Por Adrianna Ribeiro Seria o perdão indigno? Ou seria perdoar um ato da razão? A esposa traída perdoa o marido indigno? Ou perdoar fora apenas um gesto de submissão? O vestido pendia no prego Prova irrefutável da infidelidade daquele que … Continuar lendo

Publicado em Poesia, Soneto | Deixe um comentário