O sonho

O sonho é ilusão
Devaneios do coração
Inquieta excitação
Contida entre o bom senso e a razão

A utopia é acreditar
Que existe livre pensar
E que não vão te julgar
Se você ousar se expressar.

Não que você deva escutar
O malicioso murmurar
Daqueles que passam o dia a twittar

Mas cabe ressaltar
Que se muito a faca esmurrar
A ferida pode nunca cicatrizar

Sobre Drika Yar

A autora nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1971. Curiosa e questionadora, sempre buscou formas diferentes de olhar para as coisas a sua volta, talvez, daí tenha surgido o interesse pela área de exatas. Seu gosto pela leitura e, posteriormente, pela escrita aflorou ainda na adolescência em meio sua fascinação por ficção científica, bem como, pelos contos e lendas das Eras Antiga e Medieval.
Esse post foi publicado em Crônica. Bookmark o link permanente.

3 respostas para O sonho

  1. batschauer disse:

    “Dormindo
    podemos sonhar surpresas
    Acordados
    podemos sonhar desejos
    logo, nos é permitido sonhar
    para chegarmos onde se quer chegar”.

    Siga sonhando e desenhando todos eles para todos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s