Máquina de Escrever

TEC. D
TEC. I
TEC.TEC…TEC.TEC… G-I-T-O!
C-A-T-A… Cadê o N? N? Achei… N-D-O… M-I-L-H-O.

QWERTY
ASDFG
ZXCVB
Esse monte de letras para quê?

Cadê a tecla que fica do lado
Para erguer o tal carro?
Caramba! Agora sumiu o texto a ser datilografado.

Vem cá seu danado!
Sem você, tô ferrado!
Vou levar um zero bem ovalado!

Sobre Drika Yar

A autora nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1971. Curiosa e questionadora, sempre buscou formas diferentes de olhar para as coisas a sua volta, talvez, daí tenha surgido o interesse pela área de exatas. Seu gosto pela leitura e, posteriormente, pela escrita aflorou ainda na adolescência em meio sua fascinação por ficção científica, bem como, pelos contos e lendas das Eras Antiga e Medieval.
Esse post foi publicado em Crônica. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s