Irmãos da Estrada

Amigos são os irmãos que escolhemos
Juntos rimos e nos divertimos

Por vezes, o ombro doamos
E juntos choramos

O tempo passou
E a amizade não gorou

A distância aumentou
E a amizade num barril de carvalho encorpou

Muitos nomes tenho guardado em meu coraçãozinho
Tem a Aline, a Kika, a Dê, a Fer e a Onzinho

O Japa, o Polo e o Ursinho
Além da Ana e do divertido Zézinho.

De cada amigo, saudade é uma constante.
Esteja próximo ou distante.

E na noite cinzenta,
O tempo só requenta

O Sentimento que o coração acalenta,
Neste mundo-amigo cor de magenta.

 

Sobre Drika Yar

A autora nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1971. Curiosa e questionadora, sempre buscou formas diferentes de olhar para as coisas a sua volta, talvez, daí tenha surgido o interesse pela área de exatas. Seu gosto pela leitura e, posteriormente, pela escrita aflorou ainda na adolescência em meio sua fascinação por ficção científica, bem como, pelos contos e lendas das Eras Antiga e Medieval.
Esse post foi publicado em Poesia, Verso e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s