Unhas delicadas

A dog na sua frente sentou
A pata sobre sua coxa pousou

Para a jovem fitou
E quase com um miado chorou.

A jovem sua cabeça acariciou.
Em seus olhos mergulhou.

Mas nada encontrou.
– Por que ela chorava? – Pensou.

A cadela de novo insistiu,

e desta vez grunhiu,

Quando a outra cadela se aproximou
E Dona as unhas mostrou.

– Brincou!
O pessoal da Petshop pirou?

Entrando no banheiro, o esmalte pegou
E as unhas da cadela, da mesma cor da caçula, pintou.

Sobre Drika Yar

A autora nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1971. Curiosa e questionadora, sempre buscou formas diferentes de olhar para as coisas a sua volta, talvez, daí tenha surgido o interesse pela área de exatas. Seu gosto pela leitura e, posteriormente, pela escrita aflorou ainda na adolescência em meio sua fascinação por ficção científica, bem como, pelos contos e lendas das Eras Antiga e Medieval.
Esse post foi publicado em Poesia, Verso. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Unhas delicadas

  1. Lya Gram disse:

    kkk Que dog chique!!! Adorei!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s