“Cães e Gatos”

Por Adrianna Ribeiro

Cães e gatos
Inatos inimigos natos
Perseguem, instigam, fuçam, provocam
A paciência do outro lado, até que a paz tenha ido pro saco.

Do sofá, observo calada
As sutis diferenças entre os inimigos
com a alma apertada

Ambos têm rabo, orelha e focinho
E cada um sabe cativar,
a seu jeito, meu carinho.

Cão e Gato, ou Gato e Rato?
Tão iguais e tão diferentes
Só se unem para consolar a gente.

Sobre Drika Yar

A autora nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1971. Curiosa e questionadora, sempre buscou formas diferentes de olhar para as coisas a sua volta, talvez, daí tenha surgido o interesse pela área de exatas. Seu gosto pela leitura e, posteriormente, pela escrita aflorou ainda na adolescência em meio sua fascinação por ficção científica, bem como, pelos contos e lendas das Eras Antiga e Medieval.
Esse post foi publicado em Observador, Poesia e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para “Cães e Gatos”

  1. Drika Yar disse:

    Here it goes a translation to English of this poetry…

    Dogs and cats.
    Innate nate enemies
    Chase, instigate , snoop, instigate
    the patience of the other until peace has gone by

    On the couch, I silently watch
    The subtle differences between the enemies
    with a sinking heart

    Both have tail, ear and nose
    And know how to captivate
    the way to my heart.

    Cat and Dog? Or Cat and Mouse?
    So alike and yet so different
    And they only come together to comfort us.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s